QUE ATUAÇÃO, QUE AZAR

Ontem, talvez, o Grêmio do Felipão tenha feito sua melhor atuação e mesmo assim não ganhou. No todo, ainda falta muita coisa para melhorar no time, mas ontem não ganhamos por falta de sorte.

Dominamos o meio de campo durante 70% da partida. Marcamos muito, como de costume, mas também propusemos o jogo: fosse nos passes moderados e curtos dos nossos volantes, fosse nas arrancadas do Dudu, fosse em passes um pouco mais ousados do Barcos. Luan esteve abaixo e, por vezes, parece sonolento. Espero que o Luan não se torne um novo “Bruno Soneca”. Um jogador com elevada capacidade técnica, mas que não se envolve com a partida.

A defesa esteve bem novamente. Estão certos os que dizem que com 3 volantes ela fica bem protegida e tende a ter melhor desempenho. Mas estamos nos impondo nas bolas aéreas defensivas e com muita força no enfrentamento com os atacantes adversários. Marcelo não sofre gols a 7 jogos (não pode-se falar nada), Bressan muito bem em seu estilo, Pará acima de seu desempenho rotineiro, Rodholfo é uma certeza e o Zé Roberto… Sobre o Zé não vou comentar, por que ainda fico surpreso com o que joga.

Ainda acho que temos um time em formação e algumas alternativas precisam ser testadas, principalmente em um esquema com dois volantes: precisamos ver o Fernandinho jogar, acredito que o Giuliano renderia muito de terceiro homem do meio campo e o Lucas deveria ser testado com o Barcos, mas ele – Lucas – centralizado. No entanto, fiquei com uma certeza, e espero que o Felipão também, o Wallace precisa ser firmado como Centro-médio. Biteco e Ramiro que disputem a terceira vaga do trio, pois esse baiano tem todos os requisitos para se tornar um dos melhores seguranças da nossa grande área. Já joga muito bem e jogará demais.

No jogo com o Botafogo, ganharemos se repetirmos um pouco da forma como jogamos com o Fluminense. Somos melhores que eles e, certamente, eles são mais azarados do que nós.

Abraços

Guilherme Schulze

Conselheiro e integrante do Grupo Grêmio Imortal

Comente