O APITO PUNE?

É de lamentar as chances desperdiçadas pelo Grêmio nas duas últimas rodadas, pois em se analisando a tabela antes de quarta-feira e o jogo de sábado até os 40 minutos do segundo tempo, tínhamos tudo para estarmos a 05 pontos do líder Cruzeiro e, sem dúvida alguma, com reais chances de título, incendiando o campeonato. Mas assim não ocorreu, pois se somou apenas 01 dos 06 pontos disputados (onde se esperava no mínimo 04).

No sábado, novamente o Grêmio mostrou um futebol solidário, não tendo faltado entrega e aplicação (defensiva) aos comandados de Renato. Após o gol de Bressan (cuja bola entrou e sequer nem tocou o fundo da rede), seguramos o time do Fluminense, que mostrou suas forças, sobretudo na parte final do primeiro tempo, onde o destaque foi para o nosso goleiro Marcelo Grohe, com 04 “divinas” intervenções. Não fosse ele, já teríamos sofrido o empate antes do intervalo.

Na segunda etapa, continuamos com a mesma entrega e disposição e, quando a evidente falta de preparo físico do time carioca já nos facilitava as coisas, ainda tivemos a vantagem numérica por força da expulsão de um jogador do time do pó de arroz. No entanto, abdicamos de atacar, tentamos controlar o jogo, olhando mais para o gato que para o peixe, inclusive com alguns lances de ligação direta, devolvendo a bola ao adversário.

Eis que no final, surge o falado lance do impedimento de Kleber, marcado pelo assistente, em crasso erro de arbitragem, uma vez que nosso jogador partira do campo defensivo e ainda com a condição de dois zagueiros do adversário. Reclamação natural, segue o jogo e, depois, gol Fluminense. Aí, não adiantava mais qualquer reclamação.

Na verdade, nos acomodamos em cima de uma vantagem (que era mínima), mesmo contra um adversário física e numericamente debilitado.

O resultado não passou apenas pelo erro de arbitragem (até porque, a banca paga e recebe). Passou, sim, pela falta de ousadia ofensiva do time, pelos erros de passe e até por alguma inexperiência de alguns jogadores jovens. O Grêmio abusou da postura defensiva, abdicou de fazer mais gols e acabou castigado com um gol do Fluminense, quase ao apagar das luzes.

A punição, senhores, não veio do apito, veio da bola.

Gilberto Cerqueira Jr

Conselheiro do Grêmio e ex presidente do Grupo Grêmio Imortal

Comente