FORÇA, VELOCIDADE E UMA PITADA DE SORTE

Começarei da frente pra trás, pois é exatamente a “Frente” que nos falta. Na verdade, tudo do meio pra frente.
A análise de Corinthians X Grêmio é simples mas não podemos cair no pecado de deixá-la simplória, simplista.
Nossos erros passam por um time que está (mal) acostumado a jogar atrás, se defendendo. E pior, é jogar atrás sem o ímpeto do contra-ataque.
Você deve estar pensando, “mas não é fácil acertar o time que estava todo torto” e eu concordo!
O profexô “destreinou” nosso time durante todo o primeiro semestre. O Renato vai ter trabalho, nós teremos trabalho, muito trabalho
Na Frente. (que frente?), nossos atacantes jogam sozinhos, i-so-la-dos, sem aproximação entre eles e com o meio-campo.
Sim, eu sei: o Barcos está mal.
Claro que está, concordo, mas, quem joga de centroavante é assim mesmo. Uma hora está mal e outra desencanta a fazer gols.
A única coisa que o atacante não pode, é se sentir sozinho..
Ele não pode ter de driblar 2, passar pelo terceiro e tomar uma porrada do quarto. Ele desanima, ele cansa, ele fraqueja. Todos fazem isto nesta situação.
Mas ele está isolado, isto é fato.
O meio-campo em nosso time poderia ter outro nome: meio-“pra trás”-do campo.
Nosso meio marca muito atrás. Com isto “puxa” os atacantes (que não querem ficar “sozinhos”) e os empurra para dentro do nosso gol e da nossa defesa.
Zé Roberto e Elano estão (ou são) muito lentos. Muito, MUITO mesmo!
Não há contra-ataque e quando, excepcionalmente, ele acontece, é muito lento, lento demais, a ponto de todos (inclusive o Renato) se irritarem.
Nossa defesa, bom, nossa defesa eu vou levar “de barato”.
Não posso cobrar de uma defesa que joga os 90 minutos pressionada e que, mesmo assim, é uma das menos vazadas do campeonato.
Reparem que evitei falar sobre peças individuais. Citei somente 3 jogadores.
Já sei, o Pará isto, o Biteco aquilo, o Adriano aquilo outro… É verdade, mas as peças que estão nos deixando na mão são estas 3. O resto é importante?
Claro que sim! Dá pra melhorar?! Muito, mas nosso meio campo está nos “matando”.
Ele é o centro de tudo, literalmente.
Temos de retomar nosso futebol de FORÇA e VELOCIDADE, esta é e sempre foi nossa fórmula vencedora!
Chega de cadência, chega de voltas para trás chega de passe pra trás ou para o lado.
Como fazer isto?
Buenas…eu trocaria as peças…Colocaria mais energia, explosão e potencia.
Força e Velocidade, para Frente! Sem medo e com uma pitada de sorte para que não tomemos gols ilegais…

Saudações Tricolores.

Tiago Meneghetti Brum
Sócio do Grupo Grêmio Imortal

Comente