Porto Alegre, 19 de novembro de 2011, Estádio Olímpico: Grêmio 1 x 3 Ceara

O titulo desse texto resume a partida de ontem; nada mais precisaria ser dito. Este resultado resume a temporada do Grêmio. O futebol nunca esteve em primeiro plano. A Direção não foi capaz de motivar a equipe a entrar com vontade em um jogo. Foram muitos episódios extra-campo.
O Grêmio foi neste ano um clube onde os dirigentes não deram a mínima atenção para a sua torcida e o que acontece com clubes sem torcida? São Caetano, Santo André ou qualquer desses que passam um ano ou dois na primeira divisão? Não são e nunca serão grandes clubes, com grandes títulos. NUNCA SERÃO POTÊNCIAS DO FUTEBOL BRASILEIRO. A atual Direção do Grêmio se esforçou muito neste ano para que o torcedor largasse a equipe de mão.
O ano começou com Ronaldinho Gaucho, o maior fiasco da história do Tricolor, continuou com o episódio renovação do Jonas, a disputa de vaidades entre o Renato e o Deputado Paulo Odone, a Arena onde o sócio não faz a mínima idéia de como ficará a sua situação – nem os conselheiros sabem como as coisas vão acontecer – e termina nesta campanha catastrófica do Grêmio no Brasileiro e na novela Kléber Gladiador.
Essa coluna deveria falar sobre futebol, sobre o jogo de ontem, mas no ano inteiro as notícias relacionadas ao Grêmio nunca tiveram o futebol em primeiro plano. Se o ano inteiro foi assim, quem seria capaz de motivar os jogadores do Grêmio para uma partida onde nada mais há a fazer? Nem nosso treinador, que espera-se não seja o treinador no último ano do já “saudoso” Estádio Olímpico Monumental, poderia ajudar neste triste fim de temporada.
Mas mesmo não querendo falar sobre o jogo contra o Ceara, algumas coisas tem que ser citadas. Jogador de futebol só é profissional quando convém, porque a falta de profissionalismo do elenco gremista nesse final de semana foi um “tapa na cara” dos 7 mil gremistas que se dispuseram a assistir o jogo de dentro do Olímpico. Encerro perguntando: Se já estamos pensando em 2012, não seria o momento de experimentar os jogadores jovens que podem ser aproveitados na próxima temporada? Porque insistir com quem já esta liberado para ser negociado?
O que mais assusta os gremistas é que as trapalhadas que aconteceram nesse ano parecem não ser o suficientes para o aprendizado dos nossos atuais dirigentes.

Felipe Escobar

2 comentários para “Porto Alegre, 19 de novembro de 2011, Estádio Olímpico: Grêmio 1 x 3 Ceara”

  1. Gilberto disse:

    Infelizmente um melancólico final de temporada, onde o balanço é negativo. Relembro que a toalha já havia sido largada muito antes de estarem eliminadas matematicamente as chances de Libertadores. O que esperar nos próximos jogos se os jogadores não tem motiviação alguma?

  2. Guilherme Schulze disse:

    Onde estão Pessali e mithyuê? Todo início de ano é a mesma coisa com os jovens jogadores… serão aproveitados e, se não forem zagueiros e volantes, muito poucos serão…

    Espero que esse final de temporada horroroso sirva para deixar claro que o atual treinador não deve permanecer, independente, de quais desculpas possam ser inventadas.

    Sobre o jogo de sábado… nada tenho a declarar.

    Sds

    @guischulze

Comente